Importância de uma alimentação vegetariana bem planeada

No dia em que se celebrava o Dia Mundial do Veganismo, a 1 de Novembro, o Jornal Notícias, na Revista Magazine, publicou um artigo com a designação “Os riscos da dieta vegan para as crianças”. No seu seguimento, gostaríamos de esclarecer os seguintes pontos:

Consideramos que a importância de um planeamento alimentar é transversal a qualquer estilo de alimentação e deve ser tida em conta por todos os pais ou tutores de uma criança, independentemente da educação alimentar pela qual optam.

Todos os padrões alimentares estão sujeitos à possibilidade de existirem défices nutricionais, pelo que todos devem ser cuidadosamente planeados. Casos de desnutrição infantil não são exclusivos de famílias veganas, e é a inexistência de planeamento e orientação que coloca a saúde das crianças em risco, independentemente do estilo alimentar. É por isso importante que os profissionais de saúde e os cuidadores estejam informados sobre os cuidados a ter e como garantir um aporte nutricional adequado.

Assim, quem opta por um regime alimentar vegetariano devem ter em consideração o seguinte:

– Uma alimentação vegetariana, tanto ovolactovegetariana, como vegetariana estrita  (vegana), pode fornecer a energia e os nutrientes necessários para crianças e adolescentes de todas as idades. No entanto, o planeamento alimentar cuidado é essencial para garantir a sua adequação nutricional. Deve ser dada particular atenção a nutrientes como a proteína, ácidos gordos essenciais, ferro, zinco, cálcio, iodo e vitaminas D e B12. A suplementação e/ou a ingestão de alimentos fortificados é necessária e deve ser aconselhada.

– É possível obter todos os nutrientes necessários recorrendo a uma alimentação vegetariana, mesmo em bebés e crianças, sendo no entanto necessário ser-se vigilante e atento às seguintes considerações:

  • Os bebés veganos amamentados deverão fazer suplementação de vitamina B12 e vitamina D e deverão também ter uma fonte segura de ferro (suplemento ou alimentos fortificados), em determinados períodos de tempo durante o seu primeiro ano de vida. Os bebés veganos que façam fórmulas para lactentes (à base de soja ou de arroz) poderão ou não necessitar de suplementação. Não devem ser utilizadas bebidas caseira como bebida principal, em substituição do leite materno ou da fórmula.
  • As crianças veganas (após os 12 meses de idade) deverão ingerir alimentos ricos nos nutrientes citados; deverão suplementar a vitamina B12 ou ingerir alimentos fortificados nesta vitamina; suplementar com vitamina D ou ingerir alimentos fortificados nesta vitamina, particularmente nos meses de outono e inverno; recorrer a bebidas e iogurtes vegetais fortificados com cálcio em substituição do leite de vaca.

– Também na gravidez e na lactação, é importante dar particular atenção a nutrientes como a proteína, ácidos gordos essenciais, ferro, ácido fólico, iodo, cálcio, vitaminas B12 e D. A suplementação e/ou a ingestão de alimentos fortificados também é necessária e deve ser aconselhada;

– Existem suplementos e alimentos fortificados totalmente de origem vegetal que poderão ser utilizados por veganos, mesmo bebés e crianças. A suplementação e a ingestão de alimentos fortificados deverão ser individualizadas e ajustadas às necessidades de cada indivíduo;

– Uma criança vegetariana cresce e desenvolve-se de uma forma totalmente adequada, sem qualquer comprometimento, desde que as necessidades nutricionais sejam atingidas. Para além de ser adequada, uma dieta vegetariana na infância trás até benefícios para a saúde, nomeadamente na prevenção de doenças crónicas na vida adulta;

– É muito importante que quem segue um padrão alimentar vegetariano procure aconselhamento junto de profissionais de saúde, nomeadamente médicos e nutricionistas, que saibam informar e orientar para uma alimentação nutricionalmente adequada.

Para mais informação, por favor consulte o Manual “Alimentação Vegetariana em Idade Escolar” editado pela Direcção-Geral de Saúde, aqui.

Sandra Gomes Silva, Nutricionista, Cédula 2340N da Ordem dos Nutricionistas, autora do blog O Vegetariano
Darchite Kantelal, Nutricionista, Cédula 2966N da Ordem dos Nutricionista, membro da Direcção da AVP

One thought on “Importância de uma alimentação vegetariana bem planeada

  1. Foi um alívio encontrar a Sandra. A sua abordagem descomplicada e profissional tem sido um apoio constante no crescimento da nossa filha.
    Ler artigos como este é sempre mais um apoio.
    Até já.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *