Hambúrgueres de quinoa e feijão vermelho

img_20161118_204801

Ingredientes:

  • 1/2 copo de quinoa (previamente demolhada)
  • 1 copo de feijão vermelho cozido
  • 1/2 cenoura raspada
  • 3 colheres de sopa de sementes de linhaça
  • 1/4 de pimento
  • Salsa picada e temperos a gosto (utilizei gengibre, curcuma, orégãos, sal e pimenta)

Cozer a quinoa no dobro da água. Escorrer bem e reservar.

Triturar as sementes de linhaça utilizando a varinha mágica. Reservar.

Num recipiente juntar o feijão cozido, o pimento picado, a cenoura raspada, a salsa picada e os temperos. Acrescentar a quinoa e a linhaça e mexer bem. A linhaça tem a função de absorver a humidade da massa, torna-la mais moldável e evitar que esfarele durante a confeção. Se a massa estiver muito húmida acrescente mais um pouco de linhaça.

Amasse tudo bem com um grafo até obter uma massa homogénea. Tempere a gosto. Molde os hambúrgueres com as mãos e reserve.

Numa frigideira, colocar um pouco de azeite e cozinhar os hambúrgueres até que fiquem douradinhos. Depois é só servir! No pão, no prato com um pouco de salada ou então com legumes salteados!

Esta receita rende uns 5 hambúrgueres!

(Podem congelar os hambúrgueres antes de os cozinharem. Basta envolver em película e colocar no congelador. Assim têm sempre hambúrgueres à mão!)

Bom apetite!

Planeamento de refeições vegetarianas para crianças em restauração coletiva: Princípios Base

Novo manual sobre alimentação vegetariana editado pela Direção-Geral da Saúde!

“Numa altura em que o planeta terra aquece a uma velocidade sem precedentes, e quando sabemos que a alimentação pode fazer a diferença, a Direção-Geral da Saúde convidou diversos especialistas a apresentarem alternativas viáveis (preço/qualidade) ao atual modelo alimentar.

A possibilidade da oferta de um prato vegetariano em restauração coletiva (ocasionalmente ou frequentemente) é equacionado ne…ste documento, sendo apresentadas as vantagens/riscos nutricionais e económicos destas opções.

Este documento técnico, sugere ainda a utilização de produtos vegetais de produção local, da época e o recurso à culinária tradicional, com pequenas adaptações, para a elaboração destes pratos e ementas. Desta forma, pretende-se que possa ser utilizado por famílias, escolas e instituições da economia social interessadas no fornecimento coletivo de refeições, em particular ao grupo das crianças.”

O documento pode ser descarregado gratuitamente e em fomato digital em http://nutrimento.pt/…/planeamento-de-refeicoes-vegetarian…/

sem-titulo

Panquecas de aveia com cobertura de cacau e fruta

Olá!

Trago-vos mais uma receita gulosa: panquecas de aveia com cobertura de cacau e fruta.

Estas panquecas são muito simples e rápidas de se fazer. A cobertura de cacau e de fruta é opcional, mas torna estas panquecas mais gulosas e perfeitas para o fim de semana.

Não adicionei qualquer açúcar/doce ao cacau pois gosto do seu sabor natural. No entanto, se preferirem, podem adoçar esta cobertura.

2016-04-30-10-18-22

(mais…)

Redução do consumo de açúcar em Portugal

A Direção-Geral da Saúde, através do Programa Nacional para a Promoção da Alimentação Saudável, lançou o documento “Redução do Consumo de Açúcar em Portugal: Evidência que Justifica Ação”.

Tendo como base toda a evidência dos malefícios do consumo excessivo de açúcares simples, nomeadamente ao nível do excesso de peso e do desenvolvimento de doenças crónicas, são propostas medidas para diminuir o seu consumo.

As bebidas açucaradas assumem um papel importante e crescente no consumo diário de açúcares simples, mesmo em idade infantil. Dado que são amplamente consumidas pela população e pela associação que têm com o aumento de peso, estas têm sido alvo de várias medidas de saúde pública com vista à diminuição do seu consumo, nomeadamente a sua taxação.

Segundo este documento, países como o México, a Hungria, a Noruega, a Finlândia, França ou mais recentemente a Inglaterra utilizam taxas sobre determinados alimentos. Em países que aderiram à taxação de bebidas açucaradas, observou-se que o seu consumo diminuiu. Para além disso, a própria indústria alimentar reformulou os seus produtos, diminuindo a quantidade de açúcar adicionado.

(mais…)